Letim Leitão

O delegado Diogo Fonseca da Delegacia Especializada em Investigações Criminais (DEIC) de Porto Nacional afirmou que o vice-prefeito de Novo Acordo Leto Moura Leitão Filho, o Letim Leitão (PRB) contratou a morte do prefeito Elson Lino (MDB), 59 anos, por R$ 10 mil.  A polícia afirma que há três meses investiga a tentativa de homícidio no município e que o motivo do crime seja a insatisfação do vice com a falta de repasses de verbas orçadas em R$ 800 mil do Executivo para Letim Leitão.

Segundo o delegado, o vice-prefeito nega todas as acusações. “Leto afirma que não tem nenhuma rixa com o atual prefeito e que seria incapaz desse tipo de coisa, porém está mais do que provado que foi ele. Desde o inicio dos trabalhos já tínhamos essa linha de investigação em razão de alguns depoimentos de testemunhas e do trabalho de inteligência da polícia, a partir disso localizamos o executor e o agenciador, deixando clara a participação do mandante”, pontuou Fonseca.

Elson foi baleado na cabeça com três tiros na tarde de quarta-feira, 9, escapou com vida e se recupera da tentativa de homicídio no Hospital Geral de Palmas (HGP). (Com informações do Jornal do Tocantins)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.