A sede do 2º pelotão da 3ª Companhia Operacional na cidade de Axixá do Tocantins, pertencente ao 9º Batalhão da PM, realizou na tarde dessa segunda-feira, 25, uma visita cidadã na escola municipal Osvaldo Reis localizada no Bairro São Raimundo, naquele município.

A PM foi representada pelo aluno CHOA Almir Almeida de Sousa, acompanhado do sargento Gleydson Alves da Silva e do cabo Josemildo do Nascimento Sousa.

Além da visita, a PM também realizou uma palestra para os alunos do 7º ano voltada a vários temas, entre eles: indisciplina, vandalismo e o perigo das substâncias entorpecentes. A exposição foi feita pelo cabo Nascimento.

O encontro serviu para firmar parceria entre a direção da Escola e a Polícia Militar, no intuito de realizar outros encontros com as turmas a serem selecionadas pela direção escolar. E ainda, a realização de visitas a pais de alunos pré-selecionados pelo gestor escolar.

VISITA CIDADÃO

A visita escolar ou cidadã são ações de Polícia Comunitária e é parte integrante do manual de Procedimento Operacional Padrão (POP) usado pela Polícia Militar. O manual é conhecido como “a Bíblia do policial militar”.

De acordo com o POP, a visita consiste no ato do policial deslocar-se às residências, às escolas, às igrejas, aos estabelecimentos comerciais ou a outro local de interesse da Segurança Pública, a fim de colher informações, captar necessidades e repassar as orientações necessárias ao incremento da segurança, além de se integrar de maneira proativa na vida social da comunidade, instigando a sociedade na busca de seus anseios.

No 9º BPM, a presença da PM nas escolas da região vem acontecendo há tempos e é parte integrante da metodologia do projeto social do Batalhão, “Cidadão do Futuro: Resgatando o Civismo”.

O projeto Cidadão, parte das ações que vem sendo desenvolvidas na gestão do comandante, major Weslley Costa, possui três eixos: o policial nas escolas, o aluno no quartel e palestras sobre diversos temas nas unidades escolares. (Ascom 9 BPM)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.