Os colombianos Elkin Dário Roman Lodono e Elder Fredy Campo Astaiza foram presos em flagrante, na sábado, 23, em Belém, por extorsão e crime contra economia popular (agiotagem). As prisões deles foram resultados de cerca de um mês de investigações.

Uma das vítimas, explica o delegado, compareceu à Delegacia de Polícia Civil do Marco e relatou que os colombianos agiam com violência e grave ameaça, e chegaram a ponto de levar duas televisões como forma de pagamento de empréstimos de dinheiro a juros.

A vítima acrescentou que todos os dias os agiotas compareciam em seu estabelecimento para exigir a quantia em espécie. “Os colombianos cobravam 30% de juros diários do valor do empréstimo e coagiam as vítimas para que elas realizassem o pagamento. Caso a vítima se recusasse, eles começavam a desferir ameaças”, explica o delegado. Com os presos, os policiais civis apreenderam uma caderneta usada para controlar os empréstimos, além de panfletos com anúncios do negócio e uma quantia em dinheiro.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.