Após horas de impasse, por causa da burocracia para conseguir tirar a certidão de óbito e o CPF de João Miguel que morreu nesta quarta-feira, 13, pela manhã no Hospital de Urgência Governador Otávio Lage, em Goiânia (GO), a família conseguiu embarcar com o corpo da criança para Imperatriz, no sul do Maranhão, nesta quinta-feira, 14.

O corpo chegou em Imperatriz no começo da noite e seguiu para Buriticupu, distante 217 km de Imperatriz, onde morava João Miguel e será realizado o velório e o sepultamento.

O garoto de cinco anos de idade teve 60% do corpo queimado em uma carvoaria, há três meses, e apesar da evolução que ele vinha apresentando, teve um quadro infeccioso nos últimos dias e ontem (13) sofreu duas paradas cardíacas. Por causa das lesões, ele chegou a amputar, inicialmente, a ponta dos dedos das mãos, depois mãos e pés.

O caso teve grande repercussão no estado e até fora do Maranhão. A família recebeu muitas doações financeiras de pessoas sensibilizadas com a fragilidade da saúde de João Miguel. (Com informações Imirante)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.