A Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), por meio da Gerência de Proteção Social Básica, realiza, a partir desta segunda-feira, 18, até a sexta-feira, 22, uma capacitação de coordenadores, supervisores e visitadores do Programa Criança Feliz (PCF). O treinamento ocorre, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas, no prédio dos Conselhos e Comissões, em Palmas.

Participam da capacitação os municípios de Aguiarnópolis, Ananás, Axixá, Darcinópolis, Palmeiras e Xambioá.

A capacitação traz, em seu conteúdo, a importância da primeira infância, as evidências científicas, o Marco Legal, o Guia da Visita Domiciliar e a Metodologia da Visita Domiciliar, entre outros.

O secretário da STDS, Messias Araújo, presente na abertura do evento, falou da importância dos cuidados na primeira infância para a formação dos futuros jovens. “As visitas domiciliares potencializam os vínculos e as competências da família para o cuidado com as crianças e a promoção do desenvolvimento infantil; e essa Secretaria busca capacitar com excelência cada profissional para que o Programa chegue, aos beneficiários, com qualidade e promova o bem-estar e um ambiente saudável na primeira infância”, afirmou.

A coordenadora estadual do PCF, Katiuvânia Guedes, ressaltou que estar capacitado é condição para que a equipe possa atuar no município. “A equipe precisa ter conhecimento e estar preparada para visitar as famílias nos municípios, e insistimos na importância desse treinamento, porque sabemos que capacitar os profissionais é possibilitar a essas famílias o acesso aos serviços básicos”, completou a coordenadora.

Visitadora de Figueirópolis, Vanda Maria Assunção, acredita nos resultados positivos do Programa e veio agregar conhecimento para prosseguir com mais qualidade nas visitas aos beneficiários. Já Eva Miranda, diretora de Proteção Básica da cidade de Ananás, está com sua equipe buscando as informações necessárias para que possam iniciar as visitações.

Programa Criança Feliz 

O Programa Criança Feliz surge como uma importante ferramenta para que famílias com crianças, entre zero e seis anos, ofereçam a seus pequenos meios para promover seu desenvolvimento integral. É uma estratégia alinhada ao Marco legal da Primeira Infância, que traz as diretrizes para a formulação e a implementação de políticas públicas para a primeira infância em atenção à especificidade e à relevância dos primeiros anos de vida no desenvolvimento infantil e no desenvolvimento do ser humano.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.