A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Delegacia de Colmeia, prendeu nesta segunda-feira (25), Maurício Gomes Ribeiro, de 20 anos. Ele é o principal suspeito do homicídio que vitimou sua própria avó, Damiana Gomes da Costa, de 72 anos, ocorrido na noite do último sábado, na residência da vítima, em Colmeia, na região centro/norte do estado do Tocantins. 

O indivíduo foi capturado após investigações realizadas pela equipe da delegacia de polícia local, que o identificou como o autor do crime que chocou a população da cidade. 

Após ser detido, Maurício Gomes confessou o crime e disse que não matou a avó para roubar-lhe, mas por uma  fúria incontrolável após a vítima ter-lhe xingado por diversas vezes. Damiana foi atingida por dois golpes de faca, o primeiro atingindo-lhe o braço e outro o pescoço, causando sua morte ainda no local.  

As investigações da Polícia Civil também apontaram que logo após o crime, Maurício foi até uma estrada vicinal e descartou, juntamente com a faca, um copo de vidro em que tomara água dentro da casa de Damiana. Ao ver que matara sua avó, o suspeito voltou à casa da vítima, de onde subtraiu R$ 200 reais para fugir da cidade.

Logo após o assassinato, o autor retornou para sua própria residência, tomou banho e retornou ao local do crime, juntamente com a mãe, para participar do velório. Seguro de que ninguém iria descobrir o crime, o autor descobriu que uma câmera, próximo ao local, estava desativada e, assim, permaneceu friamente na cerimônia.

Diante dos fatos, Maurício Gomes foi autuado pelo crime de homicídio doloso duplamente qualificado, e ainda com aumento de pena em virtude de a vítima ser maior de 60 anos. 

Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, Maurício foi recolhido à Cadeia Pública, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. (Rogério de Oliveira)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.