A Polícia Civil, por meio da Central de Atendimento de Araguatins, prendeu em flagrante delito, no dia 3, o integrante do Comando Vermelho, Thiago Nava da Cruz, 26 anos, pelo crime de lesão corporal qualificada pelo contexto doméstico, já que agrediu a esposa dele, no município de São Miguel do Tocantins. Durante a lavratura do auto de prisão, Thiago se passou pelo irmão dele, Pedro Henrique Nava da Cruz. 

No dia seguinte, Thiago contratou um advogado e pagou a fiança. O juiz concedeu a liberdade provisória ao autor, contudo, antes da expedição do alvará de soltura, o delegado de Polícia Inací Antônio Bandeira Júnior, que presidiu as investigações, descobriu a farsa e representou pela prisão temporária do autor, que foi deferida pelo Poder Judiciário. Assim, foi dado cumprimento ao mandado de prisão preventiva de Thiago, expedido pela Vara Criminal de Tucuruí/PA.

Ao ser interrogado, e diante de todas as evidências, Thiago confessou que se passou pelo irmão para não ser preso, já que havia seis mandados de prisão em seu desfavor. Ele está preso na Cadeia de Babaçulândia e responderá, também, pelo crime de falsidade ideológica, que prevê pena de até cinco anos de reclusão.

Segundo o delegado Bandeira, “Thiago é pessoa de extrema periculosidade, integrante de facção criminosa de renome nacional, com mais de 150 anos em condenações. Há diversos mandados de prisão em aberto, por toda ordem de crimes: latrocínio, sequestro, homicídio qualificado, roubo, tráfico. A maior parte dos homicídios foi por encomenda. Thiago fugiu, há cerca de um ano, do complexo penitenciário de Americano, no Estado do Pará, e estava escondido durante todo esse tempo no município de Imperatriz, no Maranhão”. (Cláudia Santos)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.