Deputado Tiago Dimas, Carlos Gaguim, ministro João Otávio de Noronha, Deputado. Vicentinho e o deputado Delegado Éder Mauro, do Pará

Nesta quarta-feira, 27, integrantes das bancadas federias dos estado do Tocantins e Pará, estiveram em audiência com o ministro, João Otávio de Noronha, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), para solicitar celeridade ao julgamento do processo de suspensão do Mandado de Segurança que paralisou a obra da construção da ponte sobre o Rio Araguaia, que liga Xambioá, no Bico do Papagaio a São Geraldo do Araguaia, no estado do Pará.

Com edital publicado em outubro de 2016, o presidente Michel Temer (MDB), assinou em setembro de 2017, no município de em Xambioá, a Ordem de Serviço da Obra da Ponte, que de acordo com o cronograma do Ministério da Infraestrutura tem previsão de entrega em dezembro de 2021. Após a assinatura da Ordem de Serviço o Tribunal Regional Federal determinou a suspensão do processo. 

Contemplada pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) a obra, inicialmente foi orçada em R$160 milhões, destes foram garantidos R$100 milhões em 2016, de emenda da bancada federal, em caráter impositivo. Participaram da audiência, os deputados federais do Tocantins, Carlos Henrique Gaguim (DEM), Tiago Dimas (SD) e Vicentinho Júnior (PR), além do coordenador da Bancada do Pará, o deputado federal, delegado Eder Mauro (PSD).

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.