As crianças das escolas dos municípios de São Miguel, Augustinópolis e Buriti na região do Bico do Papagaio, receberam na última segunda-feira (11) o grupo de teatro “Artpalco” com a peça de teatro “Geringonça”, que tem como tema preservação ambiental e cuidados com os rios.

A atividade faz parte do calendário de ações de uma empresa que atua na região. As crianças puderam aprender sobre a importância de se preservar os mananciais e economizar água.

A professora Katianna Nascimento, da escola Municipal Bela Vista em São Miguel leciona para crianças do ensino fundamental e explica que a experiência incentivou as crianças. “É enriquecedor para a escola uma peça sobre a importância da água e para os alunos é importante porque é uma forma de incentivo”, explica Nascimento.

A estudante do 6º ano, Tayane Cristiane conta que gostou muito da apresentação. “Foi legal porque a gente aprendeu que devemos economizar água, e temos que levar esse ensinamento pro bairro que a gente mora”, conta a estudante.

O município de São Miguel do Tocantins possui aproximadamente 11 mil habitantes. A professora explica que não é comum receberem apresentações teatrais nas escolas e que as crianças ficaram animadas com a novidade. Muitas inclusive chegaram a pedir autógrafos para os integrantes do grupo de teatro.

Em Augustinópolis o teatro esteve em três escolas municipais da região.Na Escola Municipal Alfredo Paulino, a professora Edileis Oliveira contou que a peça foi uma maneira de aprender de forma lúdica, através da diversão do teatro.

A peça sobre preservação ambiental passará por mais cinco escolas da cidade de Wanderlândia na próxima semana. A empresa também informou que deve realizar novas atividades de conscientização no decorrer do ano de 2019, nas escolas de mais cidades do Estado do Tocantins. (Com informações de Rodrigo Correia)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.