Com o intuito de planejar as ações da campanha de vacinação contra a influenza no Tocantins, a Secretaria da Saúde (SES), por meio da Gerência de Imunização, realiza na terça, 2, e quarta-feira, 3, a reunião macrorregional para a 21º Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza 2019, no auditório da Fundação Universidade Federal do Tocantins (UFT), em Araguaína, com os técnicos dos municípios situados na região do Bico do Papagaio e norte do Tocantins.

O público alvo destas reuniões são enfermeiros e técnicos em enfermagem que atuam em salas de vacinas das unidades básicas de saúde e os coordenadores de imunização do Estado e município.

A reunião faz parte do planejamento estratégico para a campanha de vacinação contra gripe que está programada para acontecer no período de 10 de abril a 31 de maio. O dia D da campanha está previsto para acontecer no dia 4 de maio, em todas as unidades de saúde do Estado.

Segundo o gerente da Imunização da SES, Euridinei Camillo, a população alvo a ser vacinada no Tocantins é de 415.231 usuários, compreendendo os diferentes grupos prioritários, e a cobertura mínima a ser alcançada por grupo prioritário é de 90%. “A vacinação mostra-se como uma das medidas mais efetivas para a prevenção da influenza grave e suas complicações. Por isso, o objetivo da campanha é reduzir as internações e a mortalidade decorrentes das infecções causada pelos vírus influenza, na população alvo da vacinação.”

Quem vacina

Crianças de seis meses a menores de seis anos de idade; indígenas a partir de seis meses de idade; gestantes de qualquer idade gestacional; puérperas, até 45º dia após o parto; trabalhadores da saúde; população de 60 anos ou mais; população privada de liberdade e funcionários do Sistema Prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; usuários portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; professores da rede pública e privada. 

Influenza

Comumente conhecida como gripe, à influenza é uma doença viral febril, aguda, geralmente benigna e autolimitada. Frequentemente, é caracterizada por início repentino dos sintomas, que incluem geralmente febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, dor muscular e perda de apetite, assim como sintomas respiratórios com tosse seca e dor de garganta. Os vírus influenza são transmitidos pela tosse ou pelo espirro.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.