Começa, na manhã desta segunda-feira (16), em Marabá, mais uma etapa da capacitação do Sedutec – programa que a Secretaria de Educação do Pará (Seduc) está implantando para disseminar o uso das ferramentas do Google para Educação, no âmbito das escolas e da gestão.

Depois de Belém, Benevides, Bragança, Castanhal, Ananindeua e Santarém, a ação executada pela Coordenação de Tecnologia Aplicada à Educação (CTAE), chega ao sudeste do Estado. Com a nova jornada de formação, em Marabá, aplicada pela Inteceleri, empresa contratada pela Seduc, o número de educadores treinados para o uso das diversas ferramentas de trabalho pedagógico e comunicação da plataforma do Google chegará a 1.150.

A meta final é preparar quatro mil usuários. Garantiram inscrições à etapa de Marabá 300 professores da região sul e sudeste do Estado. As inscrições poderão ser feitas até momentos antes da abertura do evento, que está programado para iniciar às 8 horas, no Instituto de Ensino Êxito.

Contas de email migram para o G-mail

E está em curso a migração, para o provedor Gmail, das contas de dois mil usuários administrativos e de 22 mil professores, abrigadas no provedor que a Secretaria utiliza como suporte de mensagens eletrônicas atualmente. E serão criadas 200 mil contas para alunos matriculados nas escolas da rede Seduc.

A coordenadora da CTAE/Seduc, Denise Mesquita, informa que já migraram para o novo provedor 25 mil endereços de servidores. A próxima etapa será a criação de 200 mil e-mails de alunos matriculados nas escolas estaduais.

“Essa é uma experiência fabulosa da Seduc, que projeta a rede estadual de escolas para um patamar inexorável, tal o avanço da tecnologia também no mundo da escola. Não temos como ficar de fora desse cenário global”, afirmou a coordenadora.

A plataforma Google para Educação, que ganhou o nome de Sedutec, faz parte do Programa de Melhoria da Qualidade e Expansão da Cobertura da Educação Básica do Estado do Pará, implantado no âmbito do programa Pacto pela Educação mediante o investimento de recursos do Tesouro e do empréstimo tomado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). (Nélio Palheta)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.