Os docentes do Curso de Letras do Câmpus Araguatins, da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), visitaram o Quilombo Ilha de São Vicente, localizado às margens do Rio Araguaia, em Araguatins, no último dia 5 de abril. 

Segundo o coordenador do curso, Victor Fernandes Borges, a imersão visou conhecer a realidade da comunidade quilombola e formalizar parcerias para o desenvolvimento dos projetos de extensão e ampliação das possibilidades de ensino e pesquisa científica na região. Além do coordenador, a visita contou com os docentes: mestre Rodrigo Vieira do Nascimento, doutora Tânia Regina Martins Machado, doutora Luama Socio e a doutora Edna Sousa Cruz, da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). 

O coordenador disse ainda que a intenção é contribuir para o fortalecimento da cultura, memória e historicidade dos remanescentes de quilombolas de Araguatins. 

De acordo com a representante do Quilombo, a pedagoga Fátima Barros, “a pesquisa é uma construção pedagógica processual e este primeiro contato é um marco com os companheiros do curso de Letras, esperamos fortalecer a pesquisa, a produção escrita e as narrativas para valorização da cultura e história do nosso território”. 

O curso de Letras teve recentemente o ingresso de uma acadêmica quilombola, incluída nas cotas raciais estabelecido na Lei 13.409/2016 que preconiza o ingresso na universidade por autodeclarados pretos, pardos e indígenas e por pessoas com deficiência. (Josiane Mendes)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.