Novas medidas foram tomadas pela gestão estadual, neste final de semana, para solucionar os problemas enfrentados pelo Estado, após a queda da ponte Rio Moju, no último dia 6 de abril. Diversas ações já foram executadas pelo governo, entre elas, está a instalação de um Banco 24h no Porto Arapari.

Neste domingo (14), representantes de vários órgãos envolvidos na ações emergenciais estiveram reunidos na sala de situação do Corpo de Bombeiros, em Belém, para conhecer alguns projetos apresentados como possíveis soluções ao problema do fluxo de veículos nas balsas. Os responsáveis por cada plano debatido terão até às 8h desta segunda (15), para entregar o relatório final do projeto, na Arcon, que, juntamente, com a Capitania dos Portos, vai analisar e escolher a melhor opção em até 24h.
Confira abaixo a atualização das principais iniciativas do Executivo estadual. As informações foram consolidadas às 18h.

Setran – Por causa das fortes chuvas, que caem por quase 24 horas na região da Alça Viária, a Setran interrompeu o tráfego de veículos nas duas alternativas terrestres para acesso ao Moju, e ao sudeste e sul do Estado. A PA-252 ficou completamente alagada e a prefeitura de Moju paralisou as obras de recuperação da ponte na vicinal Quilombolas.

Secretaria e prefeitura aguardam o fim das fortes chuvas para retomarem os trabalhos nessa segunda-feira (15). O acesso aos municípios interligados pela Alça Viária – que está interditada desde o último dia 7, por causa do desmoronamento da ponte rio Moju – pode ser feito por balsas.

Polícia Civil – Quatro depoimentos que estavam previstos para serem colhidos na última sexta (12) foram transferidos para segunda-feira (15), entre eles, os dos três tripulantes da balsa, e do empresário responsável pela empresa encarregada pela manutenção da ponte. O empresário Marco Antonio Tiecher, dono da Agregue, responsável pela balsa, também teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e permanece foragido. Tanto o piloto da balsa envolvida no acidente, Elielson Lopes Barbosa, quanto Marco Antônio respondem por crime contra a segurança da navegação.

Arcon – A Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos informa que, a partir de segunda-feira (15), a população passa a contar com a travessia de balsas Belém-Barcarena através do Porto de Icoaraci. Nos seguintes horários:

Icoaraci/Barcarena (saindo do Terminal de Icoaraci)
9h, 11h, 13h e 15h

Barcarena/Icoaraci (saindo da rampa da travessia do Trambioca)
7h, 9h, 11h e 13h

A medida vai descongestionar o fluxo de veículos nos portos Celte e Henvil, na avenida na Bernardo Sayão.

A população que precisa se deslocar para o município de Cametá contará com o serviço de travessia por ferryboat também na próxima segunda (15). A Arcon informa que aguarda a autorização da Marinha do Brasil para colocar em operação, em breve, o serviço de transporte hidroviário de passageiros Moju/Belém.

Detran – O Departamento de Trânsito do Estado do Pará informa que a fila para embarque nos portos, em Belém e no Arapari, até a tarde deste domingo (14), caiu consideravelmente, entre carros pequenos e caminhões. Na avenida Perimetral, na capital, os motoristas seguem sendo orientados pelos agentes de fiscalização do órgão e também pelas pessoas contratadas para auxiliar neste processo, com o colete “Posso ajudar?”. O fluxo se aproximou da normalização.

Polícia Militar – A corporação informa que o esquema de segurança montado desde a última segunda-feira (8) será mantido nos portos, em Belém e Barcarena. O efetivo total mobilizado na operação é de 50 policiais militares.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.