Segundo monitoramento diário da Defesa Civil de Imperatriz, no esatdo do Maranhão, apesar das chuvas torrenciais, não houve elevação no volume de água no rio Tocantins na região que faz divisa com o Bico do Papagaio. De acordo com o boletim de vazão, o nível do rio  encontra-se 3.61 metros acima do marco zero. A vazão registrada foi de 4.625,73 m³/s. Segundo o órgão, as previsões para as próximas horas são de: 5.917,36  m³/s para 24h, 5.720,69 m³/s para 48h e 5.782,29  m³/s para 72h.

Chuvas intensas registradas em  Imperatriz nos  últimos dias causaram transbordamento de riachos e córregos em vários pontos da cidade, o que provocou  alagamento de ruas e casas, além de deixar famílias desabrigadas e desalojadas. De acordo com  a Superintendência Municipal de Proteção e Defesa Civil, Sumpdec,  a precipitação registrada foi de 120 milímetros de chuvas nas últimas 12 horas, uma as das mais intensas dos últimos dez anos.  Segundo o órgão, não houve feridos, e a previsão é mais chuvas para os próximos dias.

Equipes da Sumpdec intensificam atendimentos às famílias atingidas pelos transbordamentos dos riachos Cacau, Capivara, Bacuri, Jose de Alencar e demais pontos de alagamentos. Famílias do Parque Alvorada I e II que residem no entorno do riacho Cacau foram retiradas de suas casas e abrigadas em casas de parentes. “O Parque de Exposição Lourenço Vieira da Silva também já se encontra preparado, caso as famílias tenham interesse em ir para lá”, afirma o superintendente da Defesa Civil, Josiano Galvão.

Os bairros mais atingidos foram Vila Ipiranga, Parque Alvorada I e II, Vila Redenção I e II, Bacuri, Vila Jk, Santa Rita, São José e Nova Imperatriz. Defesa Civil disponibiliza os serviços via WhatsApp (99) 99152-0832 para demais solicitações de atendimentos da sociedade. (
Francisco Lima/Foto: Patrícia Araújo)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.