Em reunião no Palácio Araguaia, nesta segunda-feira, 6, com a bancada federal, a senadora Kátia Abreu (PDT-TO) propôs a isenção de ICMS sobre os produtos extraídos do côco babaçu, sobre  a atividade de pesca desenvolvida pelas colônias e a piscicultura. O governador Mauro Carlesse garantiu o atendimento.

O secretário da Fazendo do Tocantins, Sandro Henrique Armando, estava presente na reunião e recebeu a determinação do Governador para as providências. 

Kátia contou com o apoio total do senador Eduardo Gomes, dos deputados federais Osires Damaso e Carlos Gaguim,  que estavam presentes na reunião com o governador Carlesse nesta manhã.

“O Governador mostrou sensibilidade e compreensão de que a isenção vai ser de extrema importância para o desenvolvimento dessas duas atividades”, comemorou Kátia. 

QUEM SERÁ BENEFICIADO?

Quebradeiras de côco babaçu – existem no Tocantins em torno de 600 quebradeiras na região do Bico do Papagaio elaborando diversos produtos originários do babaçu (óleo, azeite, farinha de bolo e mingau, ração animal, carvão, sabão natural e outros).

Elas estão trabalhando atualmente sem estrutura de apoio. A senadora Kátia Abreu, o Sebrae e prefeituras municipais estão elaborando um plano de negócios para a atividade. 

Máquinas de processamento serão adquiridas com emendas parlamentares da Senadora,  qualificação de mão de obra será feita pelo Senar/TO e o Sebrae irá trabalhar na implantação do SIM (Serviço de Inspeção Municipal), junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Produtores de peixe e pescadores de rio – aquicultura e pesca são atividades de grande potencial no Tocantins. O Estado tem quatro frigoríficos, três fábricas de ração, grande produção de alevinos de Tilápia e peixes redondos da Amazônia.  O Tocantins ainda conta com a Embrapa Nacional da Aquicultura e Pesca que está sediada em Palmas.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.