Os moradores do Km-07, nesta quarta-feira, dia 08 de maio, terão a oportunidade de fazer o recadastramento biométrico do Título Eleitoral sem sair do bairro. O ônibus do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), vai estacionar na Praça da Juventude até às 16 horas da próxima sexta-feira, dia 10. O prazo final para o recadastramento biométrico do título eleitoral será no dia 31 de maio.

Erica Cristina Agnan, coordenadora da biometria na Unidade Móvel, conta que o TRE em Marabá montou um cronograma especial para atender os eleitores que ainda não procuraram o cartório eleitoral para fazer a biometria. Segundo ela, por dia, são feitos 100 atendimentos em média. O município já atingiu mais de 73% do eleitorado, que é de 165.103 eleitores.

“Temos a meta de atingir 80% dos eleitores, mas o ideal é alcançar todo mundo. Então montamos um cronograma para visitar os bairros. A gente pede que a população compareça, pra fazer a biometria e também atualizar os dados”, enfatiza a coordenadora.

Nos últimos dois dias, a ação aconteceu no Bairro da Paz, em frente a Escola Flávio Lima. Foi lá que a Aline Vitória, de 17 anos, fez o primeiro título eleitoral dela. “Ano passado eu ainda tinha dúvidas em quem eu queria votar, mas agora eu já quero, fiquei sabendo da ação e vim. Não demorou”, relata a estudante.

No ônibus do TRE é possível ter vários atendimentos como a emissão do primeiro título eleitoral, transferência, atualização de dados, dentre outras operações. Basta levar a identidade, certidão de nascimento e o comprovante de residência atualizado.

O próximo bairro a ser contemplado será o Amapá. A Unidade Móvel vai estar em frente a Escola Basílio Miguel, a partir da próxima segunda-feira (13). Além do ônibus, os atendimentos estão sendo feitos ainda, no Cartório Eleitoral, na folha 16 e no antigo cartório, na Cidade Nova, das 08h às 16h e no Shopping Pátio Marabá, de 12h  às 21h. (Leydiane Silva/Fotos: Paulo Sérgio)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.