A mineradora canadense Colossus Minerals encontrou dois depósitos inesperados com alta concentração de ouro e platina no seu projeto de Serra Pelada, no Pará, aumentando as expectativas de que existam mais reservas minerais ainda não descobertas na região.

A Colossus informou que os depósitos foram encontrados 150 metros ao norte e 50 metros a oeste da zona central de Serra Pelada. A empresa espera escavar mais profundamente a região onde os depósitos foram encontrados para expandir a exploração, de acordo com a porta-voz da Colossus, Kristen LeBlanc. “Nós seríamos loucos se não explorássemos para verificar o que mais existe lá embaixo. Nossa intenção é avançar e encontrar isso”.

Um analista disse que a descoberta de ouro longe da região central de Serra Pelada é uma surpresa. “Nós não esperávamos que houvesse mais reservas por ali. Isso acrescenta tonelagem ao que já havia sido estabelecido. Também é um depósito de um grau muito alto”, comentou o analista, que preferiu não se identificar. A empresa já planejava construir uma mina na área, entretanto, a descoberta torna a mineração nessa região um projeto mais lucrativo, disse o analista.

As ações da empresa subiram com a notícia. “Em um dia em que a maioria das mineradoras está sendo negociada em baixa, isso é razoável? Claro”, comentou o analista. No fim da sessão da Bolsa de Toronto, as ações da Colossus subiam 8,8%.

No terceiro trimestre deste ano a empresa vai começar a construir uma rampa subterrânea para investigar a área onde os novos depósitos foram encontrados. Mas LeBlanc não soube informar quando seria iniciada a construção da mina.

Em julho de 2007, a Colossus fez uma parceria com a Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada (Coomigasp) para explorar 100 hectares de terra em Serra Pelada, onde os novos depósitos foram encontrados. Em março deste ano a Colossus também adquiriu mais de 770 hectares de novos terrenos próximos à região de Serra Pelada, que ainda não foram explorados.

Na década de 1980 Serra Pelada sofreu a maior corrida do ouro da história da América Latina. As informações são da Dow Jones. (Álvaro Campos, da Agência Estado)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.