Foi deflagrada na manhã desta quinta-feira-21, a Operação Aleteia, da Polícia Civil (PC) do Tocantins, focando possíveis fraudes no concurso da Polícia Militar do Tocantins (PM-TO), realizado em março deste ano. Segundo a PC, estão sendo cumpridos diversos mandados de prisão e de busca e apreensão nos Estados do Tocantins, Maranhão e Piauí, e até o momento, 12 pessoas já foram presas.

“Os mandados foram expedidos no bojo das investigações decorrentes da fraude engendrada por alguns candidatos quando da realização do Concurso da Polícia Militar do Estado do Tocantins”, reforçou a corporação através de nota.

O delegado que está à frente das investigações, Bruno Boaventura, de Araguaína, informou que entre as 12 pessoas presas está o líder da quadrilha, conhecido como “Antônio Concurseiro”. “Já temos 12 pessoas presas e eles [os policiais] ainda estão fazendo diligências. Se tudo ocorrer bem, com a detenção de todos e os encaminhamentos do poder judiciário dos Estados, eles devem ser apresentados no final da tarde ou no começo da manhã de sexta-feira”, disse. (Jornal do Tocantins)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.