Faltam menos de 3 semanas para abertura do prazo em que os partidos políticos indiquem seus nomes para os cargos eletivos da Eleição Geral de outubro. As Convenções partidária pode serem realizadas a partir do dia 20 de julho e segue até 5 de agosto.

Nos bastidores as articulações, conversas e tratativas estão acontecendo de maneira vertiginosa. Esta semana por exemplo, 19 partidos sinalizaram possibilidade para conversarem e discutirem a viabilidade de convergirem para um projeto comum. As legendas são: PR, PSB, PDT, Rede, SD, PSDB, MDB, PSD, PSC, PTB, PT, PROS, PV, Avante, Patriota, Podemos, PCdoB, PPL e PMB.

É importante ressaltar ao leitor, que não existe nada fechado ou sacramentado ainda, o que existe é a disposição para se debater o assunto e tentar chegar a uma consonância, priorizando mais as afinidades, do que as discordâncias. Interlocutores dos partidos, dizem que para isso, seria necessário a unificação de um programa de governo que atenda as expectativas das diferentes correntes que povoam as 19 siglas.

O grupo hoje teria 4 opções como pré-candidatos a governador: Carlos Amastha (PSB), Kátia Abreu (PDT), Márlon Reis (Rede) e Osires Damaso (PSC). Ao Senador, o leque consta os nomes de Vicentinho Alves (PR), Ataídes Oliveira (PSDB), Eduardo Gomes (SD), Raul Filho (PSD), Irajá Abreu (PSD), Paulo Mourão (PT), Nilmar Ruiz (Rede) e Marco Antônio Costa (PSD).

Já na próxima semana, existe a expectativa em torno da costura de uma primeira rodada oficial de conversas sobre o assunto. Até porquê, na quinta-feira, dia 5, os pré-candidatos já podem realizar propaganda intrapartidária junto a filiados e convencionais, que também ajudam a definir e dar rumo ao posicionamentos das legendas e dos líderes sobre alianças e definições.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.