Wilson Saraiva, sócio fundador da Associação Comunitária de Ananás.

O sócio fundador da Associação Comunitária de Ananás, Wilson Saraiva, ironizou seu irmão e atual prefeito Valber Saraiva (PSDC), pela votação obtida no segundo turno da Eleição Suplementar.

“Queria parabenizar o prefeito Valber Saraiva e sua staff pelos mais de 300 votos alocados para a vitória de Mauro Carlesse! Votação essa muito expressiva que corresponde ao grande prestígio que possui o prefeito junto à comunidade ananaense. Números impressionantes, suficientes para eleger um vereador em Ananás. Parabéns Valber Saraiva! o melhor prefeito que Ananás já teve!”, escreveu nas rede sociais.

Wilson e Valber romperam relações políticas, logo após a eleição municipal de 2016, quando Valber se tornou prefeito com 56% dos votos. Os irmãos estavam afastados mas resolveram reatar no início do primeiro turno da Suplementar e apoiar o senador Vicentinho Alves (PR), da Coligação A Vez dos Tocantinense. Vicentinho acabou passando para o segundo turno, como segundo do geral e primeiro em Ananás, com 1.228 votos. Só que para o segundo turno, Valber resolveu deixar Wilson sozinho apoiando Vicentinho e declarou apoio a Mauro Carlesse (PHS), da Coligação Governo de Atitude.

Ai entra a tese de Wilson… Se no primeiro turno, Carlesse conseguiu em Ananás, 1.005 votos e no segundo 2.974, a grande parte dos 1.969 votos a mais de Carlesse no segundo turno em Ananás, se deve ao grupo do ex-prefeito Valdemar Nepomuceno, pois Valber teria levado apenas 383 votos. A conta de Wilson é simples… Se no primeiro turno ele e o irmão juntos conseguiram 1.228 votos para Vicentinho e após Valber mudar de lado, a votação do segundo turno foi de 845 para o senador, então os votos levados por Valber para Carlesse, foram 383.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.