O Ministério Público Estadual (MPE) ofereceu denúncia criminal, nesta segunda-feira, 25, contra o ex-prefeito de Goiatins Vinícius Donnover Gomes e contra a oficiala de justiça Diana da Cruz Campos, pelas práticas de associação criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção ativa (ele) e corrupção passiva (ela).

Eles teriam participado de um esquema criminoso na época em que Vinícius Donnover esteve à frente da prefeitura, entre os anos de 2012 e 2016. Investigação da Polícia Federal auxiliada por escutas telefônicas autorizadas pela Justiça Federal apontam que o desvio dos cofres públicos municipais chegou a alcançar a cifra de R$ 10 milhões.

Segundo a denúncia, proposta pelo Promotor de Justiça Paulo Alexandre Rodrigues de Siqueira, o então prefeito seria o administrador da organização criminosa e Diana da Cruz, um braço da organização junto ao Poder Judiciário, tendo como funções avisar antecipadamente sobre atos da Justiça e deixar de cumprir mandados judiciais.

Ela também fornecia suas contas bancárias para as movimentações financeiras do esquema criminoso, “ocultando quantias recebidas, mascarando os valores e promovendo a integração através de outras atividades comerciais com o fim de proporcionar a aparência de capital lícito e posteriormente distribuir os dividendos entre os envolvidos”, diz o texto da denúncia. Entre 2012 e 2016, Diana da Cruz movimentou R$ 8.479.408,11 em suas contas bancárias, valor incompatível com sua remuneração mensal de aproximadamente R$ 10 mil líquidos.

Parte dos recursos recebidos em conta pela oficiala de justiça foi proveniente de uma empresa de fachada, utilizada para participar de processos licitatórios viciados e desviar recursos públicos municipais.

As interceptações telefônicas também revelam que uma técnica de enfermagem foi designada pelo então prefeito para cuidar do pai de Diana da Cruz durante um final de semana na cidade de Araguaína, inclusive com diárias pagas pelo município de Goiatins. Em troca, a oficiala de justiça teria retardado o cumprimento de mandado de prisão em desfavor de Vinícius Donnover.

Diana da Cruz Campos também foi vereadora por Goiatins, tendo exercido mandato entre os anos de 2013 a 2016.

Os desdobramentos da investigação criminal poderão levar ao ajuizamento de outras denúncias contra os participantes do esquema criminoso.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.