Após longa investigação, a Polícia Civil do Maranhão, por meio da Delegacia de Homicídios de Imperatriz (DHPP/SHPP/IMP), prendeu em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, uma mulher, identificada como Leidimar da Silva, conhecida como “Neneca”. Ela foi presa na tarde dessa sexta-feira (22) em sua residência.

Leidimar da Silva é suspeita de ter participação na morte do ex-companheiro Nelson Rodrigues dos Santos, que foi assassinado a golpes de faca no dia 20 de janeiro deste ano. A vítima, Neneca e mais dois suspeitos, identificados como Davi Júlio Barros Almeida e Elivan Francisco Costa de Almeida, estavam ingerindo bebida alcoólica no quintal da residência da vítima quando o crime foi praticado.

As investigações apontaram, na época, que Leidimar da Silva matinha um relacionamento extraconjugal com Elivan Francisco, razão pela qual aconteceu o homicídio. Ela ainda foi presa temporariamente, mas acabou sendo solta logo em seguida, por falta de provas.

As investigações apontaram que o trio de investigados passou toda à tarde daquele dia em companhia da vítima no quintal de sua casa. Em dado momento, Davi e Elivan passaram a atacar a vítima, sob o consentimento de Neneca. A discussão se agravou, e Nelson foi assassinado com vários golpes de faca, sem chances de defesa.

Os suspeitos fugiram, mas Davi acabou sendo preso. Já Elivan está foragido desde a época do crime. Neneca, por sua vez, foi presa nessa sexta-feira, em sua residência. Após cumprimento ao mandado de prisão, a suspeita foi levada para à Unidade Prisional de Davinópolis, onde ficará à disposição da Justiça. (iMirante)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.