Tocantinópolis celebra 160 anos de emancipação política administrativa e 30 anos do Arraiá da Alegria. O evento que faz parte do calendário cultural do município, inicia nesta quinta-feira, 28 de junho, e prossegue até domingo, dia 1º de julho. As apresentações iniciam a partir das 19h, no Quadrilhódromo da Beira Rio.

O Festival de Quadrilhas Juninas de Tocantinópolis festeja com sucesso seu trigésimo aniversário no clima de Copa do Mundo, no qual a Prefeitura Municipal tem como proposta oferecer uma programação diversificada, englobando festivais de quadrilha, shows de artistas regionais, apresentações culturais e outras atrações, além de artesanatos, comidas típicas e outros artigos.

Considerado o evento cultural de maior tradição junina do Tocantins, o Arraiá da Alegria é destaque por unir muita beleza, história, charme, animação numa competição saudável que reúne milhares de pessoas de todas os bairros de Tocantinópolis, e de municípios da região.

São trinta anos em que o objetivo de difundir a cultura junina vem sendo alcançado. Um trabalho que hoje alcança um público de aproximadamente 5 mil pessoas por dia de apresentações. José Bonifácio, ex-prefeito, foi propulsor da festa, que no início era considerada apenas uma tímida comemoração, no entanto, a proposta foi crescendo a cada ano e hoje se tornou um dos símbolos marcantes da história de Tocantinópolis.

Durante toda essa trajetória, o Arraiá da Alegria se consagrou como um dos maiores eventos do Tocantins, com tradição junina ininterrupta, recebendo a cada ano dezenas de participantes de várias cidades dos estados do Maranhão, Pará e Tocantins.

“Tocantinópolis se destaca a cada ano por realizar um dos maiores eventos folclóricos e ininterrupto com essa magnitude. É isso que nos motiva a melhorar cada vez mais este festival de significado cultural, na premissa de desenvolver a valorização cultural do nosso município”, ressalta o prefeito municipal, Paulo Gomes. (Dirceu Leno)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected]hotmail.com que iremos analisar.