O Ministério Público Federal do Tocantins (MPF-TO) denunciou à Justiça Federal um estudante de Odontologia e um funcionário público de Luzinópolis, ambos pelo crime de pedofilia. Segundo as denúncias da procuradora da República Carolina Bonfadine, em 2008, o estudante de Odontologia teria namorado uma adolescente de 17 anos. Após o fim do namoro, entre julho e agosto daquele ano, ele teria usado um aparelho de telefone celular para gravar cenas de sexo da adolescente, e depois distribuído o vídeo entre amigos e colegas da faculdade onde estuda, em Araguaína.

De acordo com a denúncia, um menor de idade teria reproduzido as imagens em DVD e estaria comercializando o vídeo. O envolvimento do menor foi encaminhado para o Juizado da Infância e Juventude de Araguaína. Após a comercialização em DVD, o vídeo foi postado na internet por autor desconhecido.

Em dezembro de 2008, a Polícia Federal identificou que o conteúdo pornográfico passou a ser divulgado na cidade de Luzinópolis, segundo a denúncia do MPF-TO, por um funcionário público da cidade, através de um computador instalado no ambiente de trabalho dele – o posto de saúde municipal. Perícia realizada no equipamento teria constatado registros de armazenamento de arquivos contendo cenas de sexo envolvendo menores.

A prefeitura de Luzinópolis informou que não afastou o funcionário público e que deve requerer os documentos para avaliar se o funcionário em questão responderá a processo administrativo. (Weberson Dias – Jornal do Tocantins)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.