A candidata a deputada federal e ex-secretária de Educação Dorinha Seabra (DEM) teve seu nome retirado da lista dos “ficha suja”, do Tribunal de Contas do Estado (TCE). A decisão foi do presidente em exercício do Tribunal, o conselheiro José Wagner Praxedes, que suspendeu, nessa segunda-feira, 5, o acórdão que julgava irregulares as contas de Dorinha, quando estava à frente da Secretaria de Educação e Cultural (Seduc). Com a decisão, a ex-secretária não enfrentará mais o processo de impugnação de candidatura.

A lista com 404 nomes de gestores e ex-gestores do Tocantins que tiveram suas contas julgadas irregulares no Tribunal de Contas do Estado foi enviada ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na quinta-feira, 1º. Nesta relação, constam os nomes de alguns candidatos a deputado estadual como Paulo Roberto (PR), Stalin Bucar (PR) e Wanderlei Barbosa (PSB). Estes e outros nomes poderão enfrentar um processo de impugnação de candidatura, em razão da aprovação do projeto de lei “Ficha Limpa”.

Em nota, Dorinha Seabra já havia afirmado que a inclusão de seu nome na relação do TCE era um “equivoco” do Tribunal, pois as contas reprovadas seriam de recursos oriundos do governo Federal e não do Estadual.

Por outro lado, a assessoria de imprensa do TCE informou que a decisão foi apenas um “recurso interposto” e tem caráter “preliminar”, devendo ser analisada posteriormente pelo Pleno do Tribunal.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.