Durante todo o mês de agosto, um programa será lançado para incentivar a coleta seletiva em Imperatriz. A campanha “Mês do Pet”, irá ampliar o preço no quilo de resíduos poluentes, com a tentativa de conscientizar a sociedade sobre esse problema que atinge as zonas urbana e rural do município.

Esta é a primeira vez que o programa é realizado em Imperatriz. Como destaca o responsável pela campanha, Rogério Abreu, “essa é uma forma de conscientizar a população para reciclar a garrafa PET, que é um dos principais itens que causam contaminação do solo e poluição de rios. Vamos tentar fazer de Imperatriz uma cidade mais limpa e bonita”.

Entre os dias 1º e 31 de agosto, o preço normal de R$0,40 pelo quilo da garrada, será ampliado para R$ 0,70. Por exemplo, vinte garrafas pet com capacidade para dois litros, correspondem a 1 quilo do material.

Impactos

Para se ter uma ideia desse problema, uma garrafa Pet descartada de maneira incorreta demora 100 anos para se decompor totalmente. Enquanto isso, todos esses resíduos contribuem para poluição dos rios, lagos e praias; para os alagamentos dos centros urbanos durante as chuvas por conta do entupimento dos bueiros. Além de, também, liberar substâncias químicas que prejudicam ao ecossistema.

Um exemplo dessa poluição pode ser facilmente encontrado nas praias do rio Tocantins. Várias garrafas são vistas na areia e também na água. Isso afasta os banhistas e prejudica a conservação de umas das belezas turísticas de Imperatriz.

O programa

O programa desenvolvido pela companhia energética do Estado e tem como proposta incentivar atitudes simples, responsáveis e conscientes como a coleta seletiva, pois reciclar também é uma forma economizar energia.

Para participar o cliente deve procurar o posto fixo em Imperatriz fica localizado na sede da companhia, na BR-010. (Imirante.com).

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.