Na manhã desta quinta-feira (12), a Polícia Federal solicitou apoio ao Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER-TO) para realizar a abordagem de um avião de pequeno porte, que estaria transportando drogas, tendo o Estado do Tocantins como rota. Dessa maneira, o helicóptero seria utilizado para “interceptar” esta aeronave, uma vez que não havia informações confirmadas  se ela pousaria no Tocantins.

De imediato, a equipe do CIOPAER deslocou-se a bordo do helicóptero à região de Formoso do Araguaia, levando consigo agentes da PF. Além da equipe no ar, o Comando da Polícia Militar de Gurupi (4º BPM) também acionado pela PF, preparou uma operação para a possível abordagem na sua região de abrangência.

Além destes órgãos, as unidades aéreas de Mato Grosso (CIOPAER) e de Goiás (GRAER), também estavam de prontidão para agir caso o avião se deslocasse alguma aquelas localidades. Pouco antes das 12 horas, a equipe do CIOPAER recebeu a informação de que o avião estaria pousando em um campo de pouso, localizado na zona rural de Formoso do Araguaia. Desse modo, a equipe do CIOPAER foi até à pista de pouso da cidade, onde fizeram a abordagem.

 Quando a equipe do Centro Integrado chegou, o avião havia acabado de pousar e dois homens o movimentam para abastecer, sendo que já haviam jogado os pacotes à margem da pista de pouso, na mata. No momento da abordagem, um dos homens permaneceu parado e o outro correu para o mato sendo imediatamente localizado pelo tripulante operacional e dessa foram, os dois indivíduos acabaram presos.

 Uma equipe da PM já estava no local auxiliando o procedimento. Em seguida, os pacotes foram localizados e recolhidos, os quais continham dezenas de tabletes de cocaína, totalizando cerca de 300 kg da droga. Logo em seguida, o helicóptero, decolou rumo a Porto Nacional com o objetivo de efetuar o transporte dos peritos até Formoso do Araguaia para a realização dos procedimentos cabíveis.

Neste momento o CIOPAER está transportando peritos de Porto Nacional para Formoso do Araguaia para os procedimentos cabíveis. (Rogério de Oliveira)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.