A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada para retirar de um ônibus de transporte coletivo um passageiro que estava importunando os demais passageiros, além de apresentar comportamento incompatível com a civilidade. O homem foi encontrado seminu e visivelmente alterado.

O fato foi registrado no sábado, 28, por volta das 22:30 horas, momento em que a equipe da PRF recebeu a denuncia de que no ônibus Mbenz/Mpolo Paradiso que realizava o trajeto entre São Paulo-SP e São Luís-MA, havia um cidadão bastante alcoolizado, agressivo com os funcionários e passageiros do veículo e utilizando entorpecentes no interior do ônibus.

O veículo foi abordado pela equipe da PRF no km 332 da BR-153, município de Guaraí, no centro norte do Tocantins. No momento da abordagem, o acusado estava deitado na poltrona, semicoberto com um cobertor e parcialmente nu, com a genitália exposta. Diante dos fatos e narrativas, foi necessário retirar o homem do veículo a fim de garantir a integridade dos passageiros e motoristas.

Solicitado o desembarque e realizada revista, foram localizados em sua carteira, uma bucha e um papelote de material reconhecido pela equipe como maconha e cocaína. O homem apresentava comportamento alterado e ameaçava a equipe e o motorista do ônibus, por isso foi necessária a utilização de algemas até que o cidadão acalmasse.

No decorrer das atividades policiais, procederam-se as seguintes apreensões: 1.0g de Cocaína e 1.0g de Maconha. Diante das informações obtidas foi constatada, a princípio, ocorrência de Porte de droga para consumo, sendo então lavrado o Termo Circunstanciado de Ocorrência em desfavor do passageiro.

O motorista do ônibus devolveu R$ 200,00 reais correspondente a passagem paga pelo detido e o homem foi escoltado pela equipe até o terminal rodoviário da cidade de Guaraí para ingressar em um novo transporte.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.