Na quinta-feira, dia 19 de julho, uma equipe composta por cinco militares do Exército Brasileiro visitou a Secretaria Municipal de Educação, onde foi recebida pelo secretário adjunto, Orlando Morais, e pela coordenadora da Educação Especial da SEMED, Aracy Pereira Cruz Santana.

Pelo EB, participaram da reunião o coronel Jailson Barbosa da Cruz; major Carlos Felipe de Freitas Barros; 1º tenente Ellen Costa Franco Antunes; 2º tenente Giselly de Nazareth Vasques Maia de Souza; 1º sargento Adauto Rodrigues da Silva Filho, todos (com exceção de Adauto) são oriundos da 8ª Região Militar, com sede em Belém. O grupo veio à área da 23ª Brigada de Infantaria de Selva para uma visita de orientação técnica, denominada internamente de VOT.

Eles revelaram que há identificados sete filhos de militares que servem nos quartéis de Marabá, os quais possuem algum tipo de deficiência e procuraram saber como eles podem ser inseridos em atividades de educação especial promovidas pela rede municipal.

Aracy Pereira e Orlando Morais explicaram que o município conta com três serviços diferenciados por meio da Secretaria Municipal de Educação. O primeiro é o CAP (Centro de Apoio Pedagógico), indicado para quem é cego ou possui baixa visão; o CAES (Centro de Atendimento à Pessoa com Surdez) para quem tem problemas de audição; e ainda as salas de recursos localizadas em algumas escolas estratégicas da rede. “Qualquer cidadão pode ter acesso aos dois centros de apoio, mas no caso das salas de recursos, elas são restritas aos alunos matriculados nas centenas de escolas municipais”, explicou Aracy.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.