A senadora Kátia Abreu participou nesta sexta-feira (20) da convenção nacional do PDT que confirmou o nome de Ciro Gomes para candidato à Presidência da República. Em discurso, a parlamentar disse que o ex-governador do Ceará tem o melhor projeto para o país e será capaz combater a pobreza, valorizar os trabalhadores e fortalecer a livre iniciativa.

“O cuidado com os pobres e com os trabalhadores não pode ser apenas uma bandeira da esquerda, tem que ser de todo brasileiro, uma bandeira que tremule no coração de todos”, disse Kátia, que discursou em nome dos senadores do PDT.

A senadora, que, a pedido de Ciro Gomes, contribui para a elaboração do seu plano de governo, destacou que o pedetista tem o melhor projeto para o país. “Ciro, você será presidente para nos levar adiante, combater e acabar definitivamente com a extrema pobreza e fazer do Brasil o país da livre iniciativa e justiça social”, reiterou.

Em seu primeiro discurso como candidato, Ciro Gomes também destacou a necessidade de erradicar definitivamente a extrema pobreza no país.

“Temos que acabar com a vergonha da extrema pobreza, avançar na educação e em uma saúde que atenda a mínima dignidade do povo, apostar na diversidade, e investir na ciência e na tecnologia”, afirmou o presidenciável.

Agora, o postulante pedetista aguarda a indicação de um nome para concorrer em sua chapa como vice. Conforme sugeriu o deputado federal André Figueiredo (CE), vice-presidente do PDT, o partido pode oferecer a vaga para o PSB. Se a sigla aceitar, o nome mais indicado é o do ex-prefeito de Belo Horizonte Márcio Lacerda. “Convidamos todas as forças políticas que têm compromisso com o Brasil”, declarou Ciro.

Terceira tentativa

Ciro Gomes é ex-governador do Ceará e ex-ministro dos governos Lula (Integração Nacional) e Itamar Franco (Fazenda). O PDT é o sétimo partido de sua carreira. Ele também passou por PDS, MDB, PSDB, PPS, PSB e Pros. Caso se confirme, será a sua terceira vez a disputar o mais alto cargo do país. O pedetista concorreu ao Planalto em 1998 e 2002. Nas duas ocasiões, ficou em terceiro lugar.

Na primeira vez, perdeu para Fernando Henrique Cardoso (PSDB) no primeiro turno. O ex-presidente Lula ficou em segundo lugar. Na segunda, o petista venceu, em segundo turno disputado com o também tucano José Serra.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.