Na noite desta segunda-feira, 23, após sofrer duras crítica de aliados do prefeito Ho Che Min (MDB), os vereadores; Naldo do Ciliro (PHS) e Irene Morais (PSL) anunciam que a aliança política com o prefeito Ho Che Min chega ao fim.

Naldo diz que Ho Che Min tem adotado uma postura autoritária e antidemocrática na relação entre os Poderes e com a comunidade de uma forma geral. Mas essa situação ficou intolerável quando eu vereador Naldo e vereadora Irene declaramos apoio político na eleição suplementar ao governador do estado Mauro Carlesse.

O presidente da Câmara contou a nossa reportagem que tanto Ho Che Min, quanto o advogado Dr. Aguiar, mentem vergonhosamente, quando afirmam que ele teria engavetado o Projeto de Lei que visa municipalizar o sistema de água em Praia Norte, hoje sob responsabilidade da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS). “Eles agem sem nenhuma responsabilidade acusando de forma sorrateira. O prefeito Ho Che Min sabe perfeitamente quando ele mandou o Projeto para o Legislativo e nós distribuímos para as Comissões de Fiscalização e Controle e a de Justiça e Redação. No entanto até a presente data, os projetos com os pareceres para serem colocados em votação” não chegaram a mesa da Presidência.

Naldo também comentou que desde o início da gestão, todos os projetos enviados pelo Poder Executivo foram discutidos e aprovados pela Casa, totalizando 12 e que esse da municipalização da água, seria o 13ª. “O Poder Legislativo nunca atrapalhou o prefeito Ho Che Min, muito pelo contrário, sempre ajudou, mesmo ele atuando de forma autoritária, sem discutir e debater as matérias. Mesmo com tudo isso, ele nunca teve problemas aqui. Me surpreende esse comportamento agressivo. Única situação que posso pensar são questões políticas eleitorais, por não termos apoiado a candidata que ele apoiou”, afirmou o vereador.

O presidente da Câmara disse ainda que o fato de ter optado apoiar o atual governador Mauro Carlesse (PHS), desde o primeiro turno, deixou Ho Che Min enciumado e preocupado. “Ele tem de entender que não vivemos em uma ditadura, cada um segue o caminho político que quiser. Segui Carlesse por ser do mesmo partido que ele e acreditar ser o melhor para o estado. Essas questão estaduais não podem ser motivo de ataques sorrateiros. Que ele mande os vereadores dele, fazerem o serviço nas Comissões, que mandarei a matéria para apreciação. O que não se pode é atropelar o processo, ainda mais quando esse processo tem viés político por trás. Quero dizer a população de Praia Norte que nossa obrigação é fazer o melhor pelo município e essa questão da água é também nossa prioridade”, finalizou o vereador.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.