Policiais Militares da 5ª CIPM, responsável pelo policiamento em 10 municípios, estão realizando durante todo o período de verão, ações de orientações e segurança nas praias da região.

Blitzes de cunho educativo ocorreram nas três cidades margeadas pelo Rio Tocantins, cujas praias estão funcionando nesta temporada de Veraneio: Tocantinópolis, Aguiarnópolis e Palmeiras do Tocantins.

As ações foram iniciadas nesta semana e vão se intensificar nos fins de semanas e se estenderá até o dia 15 de agosto com o final do festejo da Padroeira da Diocese de Tocantinópolis Nossa Senhora da Consolação.

“Pela peculiaridade da programação veraneia, surge a probabilidade de ações criminosas por parte daqueles que lutam contra a ordem pública. Para garantir a segurança nas praias, a 5º CIPM, através de seus Pelotões e Destacamentos, está desenvolvendo atividades de policiamento de caráter preventivo, ostensivo e educativo ou repressivo em toda a região, garantindo assim a segurança e tranquilidade de banhistas e turistas que visitam nossas cidades e praias aumentando consideravelmente o fluxo de pessoas na região”, disse o comandante da 5ª CPM, major Valdemi Silva Reis.

Segundo o comandante, as ações têm o objetivo também de inibir e coibir práticas de crimes comuns, ambientais e de trânsito, visando garantir a segurança e a tranquilidade dos banhistas e turistas que frequentam nossas praias.

Neste fim de semana, várias equipes da 5ª CIPM realizaram blitzes educativa na região onde foram distribuídos com informações e dicas de segurança que os turistas e demais cidadãos devem ter durante a temporada de praias, bem como foram distribuídos também folders contendo dicas de segurança voltadas para o trânsito, uma vez que é costumeiro neste período o aumento de acidentes e mortes no trânsito no nosso Estado. (Ascom 5ª CIPM)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.