Três pré-candidatos a deputados estaduais do Partido da República, mostraram preocupação em conversa com o webjornal Folha do Bico, com relação a convenção deste final de semana e os rumos que o partido tomou e ainda vai tomar. Primeiro com relação a decisão já tomada, a de apoiar Carlos Amastha (PSB), de maneira unilateral do senador, Vicentinho Alves, que não teria consultado a legenda de maneira ampla. Os pré-candidatos disseram que não foram sondados, assim como os prefeitos da legenda, que segundo eles, não estão afinados para acompanhar Vicentinho, no apoio a Amastha.

A segunda preocupação desses pré-candidatos é com a formação da chapa proporcional. A promessa inicial para filiação, seria que a legenda buscaria a melhor forma para montar uma coligação proporcional que facilitasse a vida principalmente dos novatos. Mas o que está se vendo desenrolar é totalmente o inverso. Os pré-candidatos dizem que Vicentinho estaria trabalhando para atrair o MDB para se coligar na majoritária, oferecendo o PR como moeda de troca na proporcional.

Os três disseram que caso se consolide a coligação PR/MDB na proporcional de deputado estadual, de cara, já se teria cinco parlamentares com mandato: Valdemar Júnior, Jorge Frederico, Nilton Franco e Elenil da Penha, pelo MDB e Stalin Bucar pelo PR.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.