Após carreata que alegrou as ruas de Buriti do Tocantins, na manhã deste sábado, 28, o candidato ao governo do Estado pela coligação Tocantins Levado a Sério, Siqueira Campos (PSDB), juntamente aos candidatos ao Senado, João Ribeiro (PR) e Vicentinho Alves (PR), subiu em um caminhão para falar aos moradores da cidade. 

O prefeito de Buriti, Avilmar Cayres Almeida (PTB), mais conhecido Mazin, que comandou a reunião que aconteceu em frente a Feira Municipal, fez uma relação das obras feitas por Siqueira enquanto esteve a frente do governo. Dentre as realizações citadas, estiveram as rodovias asfaltadas, escolas, assim como as clínicas, “que hoje estão sucateadas e sem condições de atendimento da população, porque nenhum outro governante fez obras de manutenção ou ampliação”, concluiu Mazin.

“Nosso povo precisa novamente de você a frente do Governo, Siqueira. Chegamos à conclusão que não há outro que tenha preocupação e compromisso com a gente”, declarou o prefeito.

“Voltarei para garantir a vocês o retorno do desenvolvimento e das obras que nossa bela região do Bico do Papagaio necessita”, disse Siqueira emocionado com a aclamação das pessoas que pararam para ouvi-lo sob o sol quente deste sábado.

Diversas lideranças da região acompanharam a visita a Buriti do Tocantins e reafirmaram o apoio a Siqueira Campos. Entre elas, a prefeita de Esperantina, Geneci Almeida (PR), o vice-prefeito de Buriti, Manoel Joalheiro (PR), os prefeitos Jesus Filho (PR), de São Miguel, Homero Júnior (PR), de Itaguatins, vereadores e os candidatos proporcionais da coligação que representam a região norte do Estado.

Além destas pessoas, participaram do evento o ex-prefeito de Augustinópolis Antônio do Bar, os ex-prefeitos Bolecho e Ronald, de Araguatins, Raimundo Maior, de Angico, Dr. Nilo, de Augustinópolis, e Raimundo Ferreira, de Buriti.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.