O candidato à reeleição pela coligação Força do Povo, governador Carlos Gaguim completou até o momento mais de 40 municípios percorridos desde o início da campanha. Até setembro, Gaguim pretende concluir as visitas e caminhadas nos 139 municípios tocantinenses.

Para os próximos dias, Gaguim vai percorrer mais sete municípios, incluindo cidades como Lavandeiras, Novo Alegre, Arraias, entre outros. “As caminhadas são para ouvir as demandas, atender e olhar nos olhos das pessoas, transmitir o que realmente queremos para o Estado, que é um Estado com mais empregos, com mais qualidade de vida”, disse o candidato.

Nos encontros com moradores, lideranças políticas, vereadores e prefeitos, Gaguim reforça que seu governo será um grande aliado dos municípios. “Sou parceiro dos prefeitos. Os prefeitos sabem que podem contar comigo e que o diálogo estará sempre aberto. Sei que cada cidade tem seus problemas sejam elas pequenas ou grandes e cada uma merece uma atenção especial”, frisa.

Gaguim destacou que até o último dia liberado pela Lei Eleitoral estará nas ruas e nas cidades. “Não vou descansar. São 24 horas de trabalho sem parar. E é dessa forma que continuarei a trabalhar nos próximos anos, o Tocantins precisa de comprometimento e desenvolvimento.”

Vitória

Para a auxiliar de financeiro Sueli Ramos Borges, moradora de Santa Rita, a visita de Gaguim ao município, dia 29 de julho, foi fundamental para sua decisão final. “Meu voto já era dele, mas conhecendo ele pessoalmente, pegando na mão dele, senti a sua vontade de fazer mais pela gente. Além de ganhar meu voto, vou fazer campanha mesmo, vou pedir voto para todo mundo que conheço”, disse Sueli.

“Humilde.” Foi assim que a professora de Oliveira de Fátima Margarethe Gama definiu Gaguim. “Ele é muito acessível, faz questão de ir até onde a pessoa vai. Ele é a pessoa ideal para governar o Tocantins”, afirmou Margarethe. (Assessoria de Imprensa da Coligação Força do Povo)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.