Foi liberada por volta das 20h de sábado (23), a Estrada de Ferro Carajás (EFC) na altura do km 730, no sudeste do Pará, interditada durante cinco horas por moradores dos bairros Km 7 e Araguaia, que atearam fogo em pneus para impedir o tráfego ferroviário. O fogo atingiu uma locomotiva de comando do trem.

Segundo a Vale, o maquinista que estava na locomotiva conseguiu sair sem lesões e as operações na ferrovia já foram normalizadas.

Os manifestantes reivindicavam o início das obras de pavimentação estabelecidas em convênio entre Vale e prefeitura, assinado em julho, e a presença de um representante da prefeitura no local.

A Vale informou que repudia ações de violência e que o processo para execução das obras está dentro do prazo previsto pela prefeitura para licitação e contratação da empresa prestadora do serviço. (G1 PA).

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.