Palestra  (3)

O Comando da 4ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), representado pelo major, Sherlock Luís de Mesquita, recepcionou na manhã desta quinta-feira, 28, o professor da rede estadual Otávio Nascimento Santiago, para a realização de uma palestra sobre atividade física e saúde.

O evento faz parte do organograma de palestras realizadas pela Fundação Pró-Tocantins da 4ª CIPM sob os cuidados da 1º Ten Marineide Martins de Sena, Chefe da Seção de Saúde e Promoção Social da Unidade. Ten Sena fez a abertura da palestra expondo os objetivos da mesma.

A palestra contou com a presença dos policiais militares da administração, incluindo funcionários civis e do serviço operacional da CIPM. “Atividade Física e Qualidade de Vida”, projeto elaborado pelo cabo PM Rhaniery Alves de Sousa Lopes, lotado na sede CIPM e formado em Educação Física foi o assunto abordado pelo professor Otávio, Bacharel e Licenciado em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa, Estado de Minas Gerais..

Durante sua exposição, Otávio enfatizou quanto aos perigos que os policiais militares podem sofrer com a ausência da atividade física. Ele frisou sobre a sociedade globalizada, a qual levou a troca do homem pela máquina. “Vale ressaltar que atividade física é qualquer movimento corporal com gasto de energia e a qualidade de vida que são as condições de vida onde envolve muitas áreas”, afirmou Otávio.

Ele enfatizou também os perigos que uma vida sedentária pode sofrer, entre eles, a hipertensão, obesidade, tabagismo, diabetes e o mal do século, chamado de sedentarismo. Otávio finalizou a palestra afirmando que a prática da atividade física pode amenizar todos esses problemas e até mesmo reduzir o risco de males à saúde dos policiais militares. “Assim como cada policial conhece a hierarquia e a disciplina do militarismo, ele deve também se disciplinar quanto a uma vida mais saudável, praticando uma atividade física e buscando uma melhor qualidade de vida”, frisou.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.