Os indígenas da etnia Javaé, da Ilha do Bananal, no sul do Tocantins, receberam um treinamento para combater as queimadas que tomam conta da região, principalmente neste período do ano. No total, 29 indígenas foram orientados pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) a protegerem as comunidades indígenas. A capacitação aconteceu pelo segundo ano consecutivo e foi realizada na última sexta-feira (1º).

De acordo com os índios, depois que a brigada foi criada, os registros de queimadas reduziram em 65% comparado aos outros anos, quando não havia sido iniciado o projeto. Os esquadrões funcionam com escalas de plantões dentro das comunidades e os brigadistas dizem que estão prontos para qualquer emergência. “Nós estamos aqui para defender a nossa ilha, que faz parte da nossa cultura”, garantiu o brigadista Sidinei Oliveira.

Durante as oficinas os indígenas apresentaram planos de trabalhos que devem ser desenvolvidos nas aldeias, lições sobre educação ambiental e cuidados com o fogo. “A gente acredita que conseguiremos sensibilizar a comunidade de modo que eles possam se conscientizar da importância da preservação ambiental. A gente está otimista, aprendendo com isso [treinamento] e pretendemos replicar este conhecimento dentro das comunidades indígenas”, concluiu o indígena Ventuíres Javaé. (G1 TO).

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.