A Polícia Civil prendeu, nesta terça-feira, 7, em cumprimento de mandado de prisão preventiva, José Dias de Siqueira, acusado de descumprimento de medida protetiva de urgência decretada em favor da ex-companheira do acusado. A prisão foi realizada por policiais civis da Delegacia de Canaã dos Carajás, sudeste paraense. A prisão é alusiva ao dia 7 de agosto, quando se celebram 12 anos da criação da Lei Maria da Penha. Segundo o delegado Jorge Carneiro, titular da Polícia Civil no município, o acusado que já respondia pelos crimes previstos no artigos 129 e 147, ambos do Código Penal, por lesão corporal e ameaças à vítima.

Agora, ele foi autuado pelo crime previsto no artigo 24-A, da Lei 11.340/06 (Lei Maria da Penha), por crime de Descumprimento de Medidas Protetivas de Urgência Descumprimento de Medidas Protetivas de Urgência. A pena prevista em lei é de detenção de três meses a dois anos. A prisão dele foi comunicada ao Poder Judiciário e ficará preso à disposição da Justiça. É mais uma prisão relativa à violência doméstica contra a mulher realizada pela Delegacia de Canaã dos Carajás em menos de 24 horas.

Ontem, foi preso em flagrante Joseli Souza Pereira, 46 anos, por tentativa de feminicídio contra a ex-mulher. Além dele, foi preso, na mesma situação, Joelson Coqueiro Fernandes, 33, amigo do acusado, por crime de favorecimento pessoal, por ter ajudado na fuga de Joseli, após o crime. A vítima foi esfaqueada e espancada com uma barra de ferro pelo acusado.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.