A Justiça mandou soltar os cinco suspeitos de tráfico de drogas e homicídios, que foram presos na última terça-feira (28), durante a operação “Domínio”, desencadeada pela Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios de Imperatriz (SHPP) e da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico de Imperatriz (Senarc), com a participação da Polícia Civil do Tocantins e da Polícia Militar do Maranhão. As prisões e apreensões foram estivadas nos bairros Leandra e Caema, periferia de Imperatriz.

Os suspeitos presos foram: Josué Gomes da Silva, Claudinei Pereira Lima e Lucas Macedo Oliveira, que tinham Mandados de Prisões em aberto, expedidos pela Justiça, em decorrência de condenação por tráfico de entorpecentes, além de Elisnai Sousa Silva e Jhonatan Lima dos Anjos, suspeitos de terem ligação com a organização criminosa PCC.

Conforme termo de Audiência de Custódia, a defesa alegou que os autuados possuem residência fixa, bons antecedentes criminais e requereu a ampliação das medidas alternativas de prisão, como comparecimento mensal em juízo para justificar as atividades. Além disso, ficou determinado a proibição de mudar de endereço sem informar a Justiça e uso de tornozeleira eletrônica.

A Audiência de Custódia que resultou na soltura do bando foi presidida pelo juiz José Jorge Figueiredo dos Anjos Júnior, durante Audiência de Custódia, realizada na Comarca de Imperatriz.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.