Na quinta-feira, 2, a Polícia Civil do estado do Pará realizou a Operação Paiol, nos sstados do Pará e Tocantins. A ação foi comandada pelo delegado, Edésio Ribeiro, teve como finalidade combater o crime de comércio ilegal de munições e armas de fogo.

Durante a operação foi dado cumprimento a mandados de buscas e apreensões, bem como de prisões preventivas expedidos pelo juízo da Comarca de São Geraldo do Araguaia.

As investigações iniciaram-se após a prisão em flagrante do nacional Gilcélio Nunes Feitosa, durante abordagem realizada pela Polícia Militar. Há época foi realizada a apreensão de mais de 6.000 munições de armas de fogo diversos calibres.

A partir daí a equipe policial de Piçarra-PA deu início às investigações com o fito de elucidar a prática do crime de comércio ilegal de munições de arma de fogo na região.

Delegado de Polícia Edésio Ribeiro.

Ao todo 03 (três) mandados de buscas e apreensões foram cumpridos, sendo dois no município de Piçarra-PA e um na cidade de Dom Eliseu-PA.

No estado do Tocantins Dois mandados de prisões preventivas foram cumpridos na cidade de Araguaína.

O material apreendido era comercializado de forma ilegal, fomentando assim outras práticas delituosas provenientes de tal comércio.

Durante a operação foram presos preventivamente Benildo da Costa Nascimento e Roberto Herbert Costa de Morais, no município de Araguaína-TO.

Presos em Araguaína.

No município de Piçarra -PA, no decorrer das buscas o nacional Silvanio Martins Pereira foi preso em flagrante mantendo sob sua posse munição ilegal.

As investigações continuam no intuito de combater a comercialização ilegal de munições e armas de fogo na região paraense.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobico@hotmail.com que iremos analisar.