Mais de 250 pessoas foram internadas no Pará para tratar complicações relacionadas ao vírus da AIDS nos primeiros meses de 2018. O Ministério da Saúde apontou que o estado é o quinto do Brasil em números de casos da doença. Segundo as autoridades de saúde, a incidência de casos tem aumentado entre os jovens.

“O jovem vive naquele momento onde ele não percebe a sua vulnerabilidade. É o momento onde a entrega, a troca e da multiplicidade de parceiros. Temos também a situação da exposição a drogas, então são várias as vulnerabilidades, onde esse jovem acaba sendo vítima da infecção”, explica a coordenadora estadual de dst/aids, Deborah Crespo.

Apesar dos esforços de quem trabalha com a prevenção, a doença ainda avança aqui no estado. O Ministério da Saúde apontou que o estado é o quinto estado do Brasil em números de casos de AIDS. São 25 para cada 100 mil habitantes.Na região norte, o estado ocupa o segundo lugar.

O último levantamento da Secretaria de Saúde do Estado de Saúde (Sespa), mostrou que em 2017 mais de 1300 pessoas, sendo 13 crianças, foram diagnosticadas com o vírus HIV e iniciaram o tratamento pelo SUS. Só nos primeiros quatro meses de 2018, 257 pacientes foram internados para tratar complicações da doença.

Outro dado da pesquisa divulgada pela Sespa aponta de 2012 a 2016 a AIDS foi à causa da morte 2700 pessoas no estado. Entre os municípios com maior número de mortes estão Belém, Ananindeua, Santarém e Marabá.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.