A Justiça absolveu três suspeitos de vários roubos de gado em propriedades rurais da região central do estado. Entre eles, João Antônio da Silva e João Antônio da Silva Júnior, que são pai e filho. Eles foram presos em julho pela Polícia Civil em cumprimento a mandados de prisão preventiva. De acordo com a decisão, não foram encontradas provas suficientes contra os réus. Os dois foram liberados no último fim de semana.

“Quanto aos denunciados João Antônio da Silva e João Antônio da Silva Júnior, embora haja indícios de que tenham subtraído as reses da vítima, não há como se afirmar, com a certeza necessária, suas efetivas participações no delito de furto”, explicou a juíza Renata do Nascimento e Silva.

Os dois foram detidos no começo de julho pela Delegacia de Investigações Criminais (Deic) e Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE). Conforme a polícia, havia mandado de prisão contra eles desde 2017 e por isso eram considerados foragidos.

Eles foram denunciados pelo furto em uma fazenda de Paraíso do Tocantins. Na época, foram furtados 19 animais da propriedade. O crime ocorreu em novembro de 2016 e os dois foram denunciados pelo Ministério Público Estadual (MPE) em 2017.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.