Seguindo os passos do Partido Verde no Brasil, a direção do PV no Tocantins oficializou durante convenção do partido na manhã deste domingo o apoio ao candidato Marlon Reis, do Rede Sustentabilidade. A dobradinha é a mesma feita pela candidata Marina Silva, do Sustentabilidade e Eduardo Jorge, PV, como candidato a vice-presidente da República na chapa de Marina Silva.

A convenção em Palmas contou com a presença dos filiadas do PV e oficializou também os nomes que irão disputar cargos no senado, assembleia legislativa e câmara federal.

A ex vice-governadora e presidente estadual do PV, Claudia Lelis é um dos nomes do partido que busca uma vaga na assembleia e durante a convenção fez questão de afirmar que irá fazer uma campanha propositiva.
“ Quero juntamente com todos os candidatos do PV levar ao eleitor tocantinense propostas para solução imediata de seus anseios, quero e irei priorizar a educação, saúde e emprego”, destacou Claudia que defende que o legado construído pelo ex deputado Marcelo Lélis precisa ser resgatado, “ é possível sim fazer mais com menos como o Marcelo Lélis sempre fez”, reforçou a candidata Cláudia Lélis.

Também oficializaram seus nomes na convenção do partido cerca de 11 candidatos. O PV manteve a indicação do arquiteto Walfredo Antunes para disputar a uma vaga no Senado e indicou 7 candidatos para vagas na assembleia legislativa sendo eles: a ex vice-governadora, Cláudia Lélis; o ex presidente da Associação Tocantinense de Municípios e ex prefeito de Brasilândia, João Emídio; o vereador de Porto Nacional, Djalma Araújo, o ex presidente do Ruraltins, Pedro dias; o ex secretário de governo, Cenourão; o empresário, Isaam Saado e Cauby Pescador.

Para o cargo de deputado federal o partido indicou o pastor e estudante de direito, Antônio Bandeira, o ex secretário de administração , Jefferson Barros e o pastor Irmão Elmir.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.