O 2º Juizado Especial Cível de Imperatriz atingiu todas as metas estabelecidas para o ano de 2014, ultrapassando os números propostos pelas metas 1, 9 e 10, do Conselho Nacional de Justiça.

Sobre a Meta 1, que objetiva julgar quantidade maior de processos de conhecimento do que os distribuídos no ano corrente, a unidade judiciária atingiu até o da 31 de agosto de 2014, o percentual de 138% dos processos distribuídos.

Em relação à Meta 9, que visa à obtenção de 100% na balança judiciária dos juizados cíveis) o 2º Juizado Cível de Imperatriz obteve a balança judiciária de arquivamento até o final de agosto em 137% (cento e trinta e sete por cento).

Sobre a Meta 10, que busca a redução nos juizados especiais, até o final do período de apuração, 7% do acervo existente na unidade em 31 de dezembro de 2013, foi contabilizado até agosto de 2014 o percentual de 14,96% (quatorze, noventa e seis por cento), ou seja, praticamente dobrou a meta estabelecida.

De acordo com o juiz Gladiston Luis Nascimento Cutrim, titular da unidade judicial, a motivação dos servidores e o comprometimento de todos foram fatores fundamentais para que se conseguisse obter excelentes resultados nesse período de apuração. “Nossa meta é oferecer aos jurisdicionados um serviço célere com eficiência e qualidade e a otimização de alguns procedimentos foram de grande relevância para esses resultados”, destacou

E continua: “Implantamos neste ano o sistema de mesa digitalizadora para coleta de assinaturas digitais e lançamento direto no sistema Projudi, sem a necessidade de utilização da impressora e gasto de papel, o que foi um enorme avanço de ganho de tempo entre as audiências e economia de material”, observou. Para o advogado Paulo Dias de Carvalho, as inovações utilizadas no 2º Juizado deram mais agilidade nos trabalhos e uma prestação jurisdicional mais célere aos jurisdicionados.

“Além disso, elaboramos um sistema de identificação por código de barras dos atos processuais como cartas de citação, mandados e expedientes em geral, o que facilita o trabalho dos servidores quando da juntada desses expedientes no processo eletrônico”, concluiu Gladiston, explicando que são medidas simples de otimização, porém muito eficaz conforme o resultado colhido no decorrer do ano. (Imirante.com).

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.