img-20140901_basa_iiUma quadrilha arrombou e levou todo o dinheiro do cofre central de uma agência do Banco da Amazônia de Gurupi, na região sul do Tocantins. Para ter acesso ao local, os ladrões utilizaram a parede dos fundos de um prédio desocupado onde funcionava o núcleo de perícia técnica da Polícia Civil. O crime aconteceu no último sábado (30).

O delegado da 1ª Delegacia de Polícia de Gurupi, Fábio Augusto Simon, conta que os homens aproveitaram a estrutura do prédio abandonado para abrir um buraco na parede dos fundos do banco e assim ter acesso ao interior da agência.

Simon afirma que junto com o dinheiro, os assaltantes levaram o disco rígido (HD) do sistema de segurança do local. “Eles levaram esse HD e com isso nós não temos algumas imagens que poderiam ter sido captadas pelo sistema de câmeras do banco. Seria uma prova importante para a detectarmos os homens”, pontua o delegado.

Ainda segundo Simon, a polícia está trabalhando para encontrar provas nas imediações do banco. “Ainda não sabemos quantos homens estavam participando do roubo e o banco ainda não nos passou os valores roubados. Por isso estamos trabalhando com o que podemos encontrar de provas nos arredores da agência, como alguma imagem captada pelo comércio próximo ou objetos deixados pela quadrilha.”

A partir de agora, conforme o delegado, a investigação será realizada em conjunto com a Polícia Civil de Palmas. “Acreditamos que não tenha sido uma quadrilha formada no estado. Então estamos trabalhando com todas as hipóteses para descobrir quantos são e quem eram os homens que cometeram esse crime. O que se pode perceber é que foi tudo muito bem planejado”, destaca Simon (G1 TO. Foto: Divulgação/PC-TO).

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.