José Wilamar defendeu as trocas de experiências entre os membros dos Conselhos.

Municípios do Bico do Papagaio participaram da reunião descentralizada e ampliada da Comissão Intergestora Bipartite do Tocantins (CIB/TO) e Conselho Estadual de Assistência Social do Tocantins (CEAS/TO), na manhã desta quinta-feira, 20, no auditório da Faculdade Católica Dom Orione em Araguaína. Dentre os assuntos em pauta estão as mesas temáticas dos serviços da Proteção Social Especial e Básica, Cadastro Único, e Gestão do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

Representando a Secretária de Estado do Trabalho e do Desenvolvimento Social, a diretora do SUAS, Lucia Mendes, destacou  a importância da segunda reunião descentralizada. “São vários os resultados que expressam a contribuição da participação social no controle das políticas públicas e precisamos fortalecer essa participação, garantindo assim a ampla defesa e garantia dos direitos humanos”, pontuou.

O presidente do CEAS/TO, Aguinaldo Leal, destacou que a meta dessa nova gestão é fortalecer as conferências sempre e avaliar os resultados das ações até o momento, estabelecendo novas metas para os próximos anos, pois “os desafios são muitos”.

Já o secretário executivo da cidade de Xambioá, José Wilamar, defendeu as trocas de experiências entre os membros dos Conselhos nessas reuniões. “Enxergamos isso como um espelho de todas as realidades e ações dos vários municípios tocantinenses”, comentou.

CIB

Consiste na instância estadual destinada à interlocução de gestores, constituídas por representantes do estado, indicados pela Secretaria Estadual de Assistência Social ou congênere e por representantes dos municípios, indicados pelo Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas) que representam os interesses e as necessidades do estado, referentes à assistência social.

CEAS/TO

Instância de deliberação do Sistema Único de Assistência Social em âmbito estadual, de composição paritária entre governo e sociedade civil. Entre as atribuições do CEAS/TO estão: prestar assessoramento aos Conselhos Municipais de Assistência Social, por meio de capacitações aos conselheiros, repasse de informações e orientações técnicas referentes ao papel do Conselheiro. (Luciano Dourado/Fotos Carlessandro Sousa)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.