A pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira, 21, mostra que o candidato ao Senado pela coligação Governo de Atitude Eduardo Gomes (SD) cresceu 23 pontos percentuais em pouco mais de 15 dias de campanha. Gomes avalia com muito entusiasmo o resultado da pesquisa e diz que as projeções mostram que ele terá um resultado bastante expressivo no final.

“Nós começamos a campanha efetivamente há cerca de 15 dias porque houve um tempo entre a desistência do governador Siqueira Campos e nós iniciarmos oficialmente os trabalhos de campo e isso nos deixou um atraso de 15 dias em relação aos outros candidatos que já vinham com suas campanhas definidas e em andamento há vários meses”, observa Gomes.

O candidato observa que o adversário que está em primeiro lugar, segundo a pesquisa Ibope, cresceu apenas 5% e o segundo colocado 4% em cerca de um mês. “Nosso crescimento foi de 23% em 15 dias, o que dá mais de 1% por dia, e neste ritmo nós deveremos chegar ao  final com quase 50%”, constata Eduardo Gomes.

Ele lembra ainda que apesar de vivermos uma campanha totalmente diferente de pleitos anteriores, quando o tempo entre as convenções e o início da campanha de rádio e TV era de quase dois meses. “Além do calendário eleitoral diferente, hoje temos a campanha das redes sociais melhor regulamentada, e que tem uma eficiência muito grande quando bem trabalhada”, enfatiza.

Eduardo Gomes recorda ainda que na campanha anterior recebeu mais de 276 mil votos do eleitorado e que Siqueira Campos, seu primeiro suplente, era o cabeça de chapa determinado pela convenção e tinha 31% do eleitorado na pesquisa anterior. “Nós estamos mostrando nossas propostas e o nosso trabalho de três mandatos de deputado federal. Além disso, esperamos que aconteça uma natural transferência de votos dos eleitores de Siqueira Campos, que está na chapa comigo como primeiro suplente”, lembrou.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.