O Araguaína não começou bem a semifinal do Campeonato Brasileiro da Série D. No início da noite deste sábado, jogando em Araguaína, no Estádio Mirandão, apenas empatou por 2 a 2, com o Guarany e terá que reverter a vantagem em Sobral, no próximo sábado, às 17 horas.

Os dois times já estão garantidos na Série C, junto com América-AM e Madureira-RJ, mas duelam para ver quem será o campeão. No jogo de volta, uma vitória classifica o vencedor. Se repetir o resultado, a decisão vai para os pênaltis. Empate sem gols ou por 1 a 1, classifica o Cacique do Valo, por mais gols, garante o Tourão na final.

Morno…

O primeiro tempo começou sem muitas emoções. Os dois times se estudavam muito e pouco iam ao campo de ataque. A primeira chegada do Araguaína foi numa cobrança de escanteio. Após Esnalto alçar na área, Martony subiu sozinho e jogou para fora.

O Guarany começou a ter mais posse de bola e levar muito perigo ao gol do Araguaína, que nos contra-ataques tentava chegar. O Cacique do Valo era muito perigoso, com os seus rápidos atacantes, Danilo Pitbull e Vanderlei.

Mas, a chance real de gol foi do Araguaína. Esnalton arriscou de fora da área, mas Vantuir fez uma linda defesa e salvou o Guarany, mais uma vez.

Bem movimentado!

Se o primeiro tempo foi sem grandes emoções, a etapa final começou com tudo e logo aos oito minutos, o Araguaína abriu o placar. Após cruzamento na área, o atacante Fernando apareceu sozinho e testou com força para o fundo das redes.

A resposta do Guarany foi dois minutos depois. Bismarck arriscou de fora da área e surpreendeu o goleiro Huanderson, que nada pode fazer no lance, só buscar a bola no fundo das redes. Mas, sabendo da importância do resultado, o Tourão do Norte foi para cima e fez o segundo.

Aos 16 minutos, Ederson cobrou falta na área, a bola ficou viva dentro da área e, por último, bateu no zagueiro Júnior Alves e foi para o fundo das redes. Na festa, os torcedores do Araguaína se exaltaram um pouco e soltaram um rojão em direção ao gramado. O Tourão deve ser punido pela CBF, pela atitude de seus torcedores.

Enquanto todos estava observando a polícia agir contra os torcedores, dentro de campo, o Guarany empatou o jogo, aos 19. Em um rápido contra-ataque, Danilo Pitbull arriscou, o goleiro Huanderson tentou defender, mas a bola foi devagar para o fundo das redes.

A partida caminhou para o seu final sem muitas emoções. Mas, aos 39 minutos, o volante Carlos, do Guarany cometeu falta e acabou sendo expulso. No final, o jogo foi lá e cá, mas terminou empatado. (AFI)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.