Suplente do senador Vicentinho Alves (PR), o ex-secretário de Segurança Pública do Tocantins João Costa Ribeiro Filho saiu do PSDB e se filiou ao PPL, partido recém-criado no Brasil e comandado no Estado pelo economista Abraão Lima. Segundo o Lima, ele e João Costa já são os dois pré-candidatos da sigla, que tem o número 54, a prefeito de Palmas em 2012.

João Costa comandou a Segurança Pública de janeiro a julho deste ano, mas saiu após várias polêmicas. Advogado criminalista, João Costa defendia, publicamente, o bom tratamento aos presos, chegou a sugerir a adoção de uniformes rosas aos detentos. O advogado foi um dos autores do Recurso Contra Expedição de Diploma n.º 698 (Rced 698) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que culminou na cassação do governador Marcelo Miranda (PMDB) em 2009. Quando saiu da pasta, emitiu nota pública com críticas ao governo, inclusive sugerindo que havia dificuldades para investigar poderosos, além de falar de possíveis irregularidades em licitações no Estado.

Além de João Costa, o próprio Abraão Lima é o outro pré-candidato a prefeito de Palmas pelo PPL.

Segundo Lima, o partido ainda filiou 14 vereadores do interior do Estado, incluindo pré-candidatos a prefeito de Paranã, Lajeado e Recursolândia. Em Nazaré, a sigla ganhou a filiação do vice-prefeito. Ao todo, o partido filiou mais de 200 pessoas.

O Jornal do Tocantins tentou contatar João Costa para repercutir a mudança de sigla, mas não teve sucesso nas suas ligações telefônicas. (Jornal do Tocantins)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.